»
Ando tão bobo, rindo de qualquer coisa mesmo que não tenha sido engraçado, ouvindo a mesma musica varias vezes, só pra cantar aquele refrão que fala de amor, paro e fico olhando pro relógio enquanto o ponteiros passam um pelo outro e me perco nos tic tac do tempo, sei lá sabe, acho que estou apaixonado.

-Zé Henrique J
Ando tão bobo, rindo de qualquer coisa mesmo que não tenha sido engraçado, ouvindo a mesma musica varias vezes, só pra cantar aquele refrão que fala de amor, paro e fico olhando pro relógio enquanto o ponteiros passam um pelo outro e me perco nos tic tac do tempo, sei lá sabe, acho que estou apaixonado.

-Zé Henrique J




So cute


"Ser extremamente sensível apesar de todas as ironias que eu te falo pra você não achar que pode me ganhar."
Tati Bernardi. 
"Embora o mundo inteiro possa estar contra nós dois, embora distância e circunstâncias aparecerem no nosso caminho, nós não iremos ter medo algum, pois agora somos só você e eu meu bem. E juntos, nós iremos passar por cima do mundo inteiro se preciso for, juntos nós iremos enfrentar seja o que for, porque nada é mais forte e mais importante que o nosso amor. Juntos, iremos até o fim, meu bem."
Perfeita do perfeito.   
"Dá vontade de desistir, mas a gente nunca desiste. Dá vontade de sumir, mas a gente nunca some. Dá vontade de jogar tudo pro alto e ser feliz, mas a gente nunca joga."
"Eu queria ser seu último amor. Mas sabia que não era. Sabia e a odiava por isso. Eu a odiava por não se importar comigo. Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora."
Quem é você, Alasca?
"Um dia você vai encontrar alguém que te lembre todos os dias que a vida é feita pra ser vivida, alguém que é perfeito de tão imperfeito, alguém que não desista de você por mais que você tente afastá-lo. Naquele dia que você não estiver procurando por ninguém, naquele dia que você não ia sair de casa e acabou saindo. Quando você não estiver procurando você vai achar aquela pessoa que faz você sentir que poderia parar de procurar."
Caio Fernando Abreu. 
Finge que tem Alzheimer e me esquece.
"Não desisti. Só me feri. E você deve entender, como é difícil escolher entre ficar ou ir embora, quando você não consegue sentir segurança em nada."
Orquestrando.
"Eu tenho uma guerra em minha mente."
Lana Del Rey.
"Vou ficar legal. E você vai sentir minha falta."
Gabito Nunes. 
"Num mundo onde os sonhos nos trazem felicidade momentânea eu, as vezes, prefiro não dormir. Talvez, seja por medo. Quem sabe? Eu acordei com um peso em meu peito e lágrimas em meus olhos. Lembrando de cada palavra que ela disse, cada gesto, cada atitude não tomada. Lembro da cada abraço não dado, de cada aniversário esquecido. Eu lembro de tudo, e fico repetindo para mim mesma como um gravador. Já fazia dias que eu não me sentia assim, um erro. Mas, lembrar de como foram os meus últimos anos com ela, a sensação volta. E eu fico ali, tentando procurar onde foi que eu errei. Só que, não sou eu a culpada por isso, nunca fui. Eu não tive culpa quando a minha mãe descontava a sua raiva do dia em, eu não tive culpa quando minha mãe escolheu ter outros maridos, eu não tive culpa quando o padrasto numero três me batia e me fazia lavar as cuecas dele enquanto ela nem ligava. Eu não tive culpa por ela não ter atingindo o seu sonho ter uma casa, um marido ‘bom’ e os seus filhos ao lado. Eu não tive culpa por ela ter me largado na casa de parentes enquanto ia viajar, eu não tive culpa por ela me odiar. Por muitos anos eu me achei culpada pela desgraça dela, mas, eu não sou. Ela queria ter uma família, mas esqueceu que já tinha uma. Ela me que me afastou, ela que procurou ferir os meus sentimentos pois não sabia, não soube e provavelmente nunca irá saber como é ser mãe. Ela me perdeu entre as mentiras, entre as faltas nas reuniões das escolas, entre os aniversários perdidos. Ela simplesmente escolheu me perder, e por causa disso, eu perdi um pedaço de mim que nunca irei ter de volta. Quando se é criança você sonha com bonecas, viajem para a disney entre outras coisas. Mas, eu não. Nos meus sonhos eu sempre quis ter uma mãe como a dos filmes que eu assistia. Uma mãe que me levasse até a porta da escola e me desse um beijo na testa. Uma mãe que me ajudasse quando eu me arranhasse, uma mãe que me abraçasse antes de ir dormir. Eu sonhava com uma mãe, sonhava com as qualidades que a minha não tinha. Eu tinha inveja dos que tinham uma mãe assim. Eu não tive uma infância fácil, mas isso me ensinou muitas coisas. Ela querendo ou não me fez aprender, me fez ter certeza de tudo que eu não vou fazer com os meus filhos."
O Diário de Sofi. 
"As palavras se perdem no tempo, e nós ficamos ali, no vazio de cada sentimento como se o passado e o futuro fossem pesados demais para se carregar. Como se cada lembrança fosse uma faca a perfurar o nosso peito, como se cada ilusão perdida fosse mil lágrimas derramadas pela nossa face. O peso do mundo nos torna vulneráveis, nos faz andar por linhas tortas, escolher caminhos errados e não entender o propósito daquilo tudo. Perceber o que acontece ao seu redor se torna difícil quando estamos presos no nosso próprio sofrimento. Como seguir adiante sem medo do que possa surgir ou os fantasmas do que já aconteceu? Como seguir adiante?"
Londres, 1935.
"Atrás das minhas cicatrizes, existe um coração que está pronto para amar outra vez."
Castelo de Cartas.  
"Eu estive aqui por muito tempo, chamando, clamando por um mínimo de ajuda, eu estou desmoronando, eu estou com medo. Sempre estive esperando por alguém que segurasse toda a tristeza que vive dentro de mim. Eu estive aqui, presa na minha própria ilusão, acreditando que alguém me ouviria gritar, que alguém viria me salvar."
Pelos Olhos de Maíse.